quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

O Abatedouro

Não há satisfação, há tristeza.
Não há alegria, há repressão.
Não há objetivo, há preocupação vazia.
Não há amor, há obrigação.
Não há respeito, há hierarquia.
Não há boa vontade, há o vazio...

Porque este vazio não pode ser preenchido do modo que tudo ocorre; não há expectativa quando se trata da miséria humana na sua forma pior: a miséria da liberdade. Portanto, há lugares que eu chamo de 'Abatedouros', pois são lugares que conseguem consumir tudo de bom que há dentro da pessoa e só lhe resta o vazio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário